934-990-675 ☖ Rua Vasco da Gama 1A, Santarém (Por trás do W Shopping) contact@vidaclinic.pt

Agora que termina o verão e as crianças regressam à escola, é uma boa altura para os pais equiparem os seus filhos para que tenham um ano escolar saudável. Um aspeto muitas vezes esquecido da saúde da criança é a sua coluna vertebral e desenvolvimento estrutural. Por forma a encorajar um desenvolvimento normal e saudável nesta área, temos de prestar atenção aos hábitos diários da criança e tentar introduzir mudanças que eliminem stresses evitáveis sobre o seu corpo.

Alguma vez pensou sobre o impacto da mochila da criança sobre o seu corpo? Uma vez carregada de livros e equipamento, a mochila escolar pode ser uma enorme fonte de stress sobre o corpo da criança.

Os pesos pesados transportados nas mochilas podem:

  • Provocar alterações das curvas naturais da coluna, causando tensão muscular e irritação nos discos e articulações da coluna vertebral, em particular no meio e fundo das costas
  • Promover o arredondar dos ombros para a frente, o qual pode ter um impacto negativo sobre a caixa torácica
  • Resultar numa inclinação para a frente durante a marcha, o que reduz o equilíbrio e aumenta o risco de queda
  • Aplicar uma tração sobre os músculos do pescoço e do alto das costas, contribuindo para dores de cabeça, ombros, pescoço e braços.

A investigação tem mostrado que, à medida que aumenta o peso da mochila, as alterações da postura e da passada das crianças se tornam mais dramáticas. É por esta razão que muitos prestadores de cuidados de saúde acreditam que existe uma ligação entre as mochilas pesadas e o risco de hipercifose e escoliose nas crianças. Além disso, pode colocar as crianças em risco de desenvolver outros problemas futuros na coluna. A literatura científica demonstra claramente que os adolescentes que sofrem de dores nas costas têm maior probabilidade de vir a ter dores crónicas nas costas em adultos.

Geralmente, transportar mochilas num ombro apenas é particularmente problemático porque exerce peso sobre a coluna de forma desigual. Transportar a mochila num dos ombros força os músculos a compensar o peso desigual. A coluna inclina-se para o lado oposto, colocando stress sobre o meio das costas, costelas e região lombar, mais de um lado que do outro. Este tipo de desequilíbrio pode causar no curto prazo tensão muscular, espasmos musculares e dores nas costas e acelerar o desenvolvimento de problemas nas costas mais tarde na vida, se não forem corrigidos.

A maior parte da investigação científica sugere que se limite o peso das mochilas a 10-15% do seu peso corporal. As crianças ativas e fortes sofrem menos efeitos negativos das mochilas pesadas do que as crianças inativas, com excesso de peso ou obesas.

Os pais podem ajudar limitando o peso que as crianças transportam nas mochilas e assegurando-se que a criança tem uma mochila de qualidade e que se lhe ajusta adequadamente e que usam a mochila em ambos os ombros. Devem também motivar a criança para praticar desporto e outras atividades físicas para melhorar a sua saúde e resistência ao stress.

Se está preocupado com o estado da coluna vertebral dos seus filhos e gostaria que fossem avaliados, a nossa clínica terá todo o gosto em ajudar.

Pode marcar uma consulta telefonando para o 934-990-675 ou usando a página de marcação Vida Clinic.

Dedicados à sua saúde,
A Vida Clinic

Referências:
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15211269
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20023607
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15644765